Pesadelos de um Noite de Inverno – Parte III

01/03/2010

Dezessete de Dezembro de 2009. Boston. 11h00 a.m.

O detetive Alvez, dedicado como todo bom sagitariano, é o primeiro a chegar na cena do crime. A cena do novo crime. Parque Olmsted. O parque também faz parte do Colar de Esmeraldas em Boston. Richard esfrega suas mãos, uma na outra, tentando…

Anúncios

Pesadelos de uma Noite de Inverno – Parte II

07/02/2010

Dezesseis de Dezembro. Em algum lugar no Texas. 10h00 a.m.

Um homem gordo e mal-cheiroso está se embebedando como o de costume a esta hora da manhã. Aqui neste bar esquecido da civilização (e da lei) todos conhecem a infâmia de violência e fanfarronice do velho e mal-quisto Joe. Certa vez, em uma briga…


Pesadelos de uma Noite de Inverno – Parte I

07/12/2009

Quatorze de Dezembro de 2009. Arboretum Arnold. 6h00 am.

“Sim, senhor, detetive Alvez. Eles foram mortos e devorados pelo que só podemos deduzir ser um grupo de animais selvagens.” O médico legista aventa uma hipótese. “Tenho que levar algumas amostras para o laboratório para tentar identificar as vítimas e os assassinos, mas que estas mortes são estranhas, elas são.” Ele reitera.

O Colar de Esmeraldas, como é chamado o gigantesco conjunto …


Destino em Chamas – Parte Final

17/11/2009

De dentro do portal (gradualmente se fechando), uma brisa traz uma carícia gélida e incômoda. Cedrick, Aluriel e Shambala inconscientemente se movem para mais perto de Balsaraph (envolto no seu costumeiro manto de chamas) procurando algum tipo de conforto.

“Cedrick, tome sua arma!” Caliburn estava com o …


Destino em Chamas – Parte IV

09/11/2009

Lilith“Só preciso que você aceite, querido.” Diz a voz suave e amorosa da Súcubos chamada Lilith, quase sussurrando.

O bruxo chamado Balsaraph nada responde. Empunhando a Adaga de Pacto ainda suja com seu próprio sangue, ele se aproxima da demonesa que segura um pergaminho aberto com texto escrito em runas abissais. O tiefling, usando a adaga como pena e seu sangue como tinta, assina o pergaminho.

“Está feito!” Finaliza Lilith. “Temos nosso contrato. E eu arisco a dizer que foi o melhor contrato que realizei em tempos.” Ela sorri calmamente.

Ele não consegue mensurar por quanto tempo ele está aqui nesta vazia e fria escuridão fazendo este maldito pacto. O tiefling sabe que o “acordo” é desvantajoso para ele, mas o que ele poderia fazer? Seus amigos (e ele) estão em perigo.

“Agora me leve de volta!” Ele ordena.

XXX

A turba sedenta de …


Destino em Chamas – Parte III

27/10/2009

Vor-Vagral“Eu já andei por montanhas de escarpas tão afiadas quanto adagas e pântanos fedorentos e intransponíveis, mas esse lugar ganha de todos eles.” Reclama Aluriel se referindo ao terreno totalmente inóspito por onde andam. Torres semidestruídas, uma arquitetura pontiaguda e negra e vermelha, piras de fogo ainda acesas e suas ruas irregularmente elevadas.

“Estas ruas e avenidas foram perfeitas um dia, Luri. Mas depois do cataclismo tudo foi literalmente revirado de cabeça para baixo.” Explica Balsaraph como um tutor.

“Silêncio!” Admoesta Lorelei. “Esse lugar todo fervilha em magia antiga, esquecida e adormecida. Não podemos nos dar ao luxo de acordar um demônio ou algo pior.”

“Crie uma Muralha de Silêncio então!” Rebate a …


Destino em Chamas – Parte II

28/09/2009

CanyonPassaram-se dois dias e o grupo de aventureiros consegue (após mais encontros com diversos grupos de aranhas monstruosas, para o desgosto e asco de Cedrick) abandonar a floresta guiado pelas habilidades ímpares de Aluriel e Shambala.

“Eu, a partir de hoje, sigo SEMPRE pelas estradas comerciais apesar dos homens-rato, ladrões e dragões ou o que seja.”

“Pare de reclamar, Cedrick!” Falam a elfa e Balsaraph (já quase esquecendo o incidente com o incêndio na floresta). E se o belo tigre branco pudesse falar, com certeza ele também teria se juntado ao coro.

“Não estou reclamando! Só quero…